Como eu cuido do meu cabelo cacheado

Posted on

*Post do ano passado, que estou republicando hoje porque chegou muita gente nova no blog por causa do vídeo sobre finalização dos cachos. Como tenho recebido muitas perguntas por email sobre produtos que uso, estou postando de novo porque tem todos os produtos que eu uso aí (ou quase hehehe).

Acho que de repente meu blog virou uma página sobre cabelos cacheados 😀

Desde janeiro do ano passado, quando comecei o processo de sair do “ruivo vivendo de escova” para voltar ao “cacheado natural com mechas loiras”, tenho compartilhado com vocês minha saga em busca dos cachinhos perfeitos.

Resumo da história, tentando ser bem objetiva: tenho alma ruiva e amava os meu cabelão vermelho. Lembram da minha foto de Jessia Rabbit? Hahahaha. Passei anos tingindo de ruivo e até hoje sinto falta. O cabelo vermelho é um acessório e tanto. Você não precisa de muito para estar linda. O cabelo já está lá e PAH!

Masssss… tem o lado ruim. Você fica escrava do salão, tem que retocar a cada 20 dias (meu cabelo cresce muito rápido e a raiz “grita” logo),  deixa grande parte do seu salário lá na conta do cabeleireiro  e o resto você gasta com os  vários produtos caríssimos que prometem prolongar a cor.

Mas o pior de tudo é que meu cabelo tem um tempo máximo de sobrevida com tinta. Depois de uns anos tingindo, ele estava praticamento morto 🙁 De tanto pigmento acumulado ele não formava mais os cachos. Foi aí que eu sentei e chorei “quero meu cabelo de volta!“. Porque eu amava viver de escova, mas também queria usar meu cabelo natural de vez em quando.

Fiquei invejando o cabelo da Maegan e decidi que ia tirar o vermelho e voltar para o loiro com mechas que eu usava antes. Comecei a tratar o cabelo lá no Chic, em Natal, para tirar todo o pigmento vermelho e reconstruir os fios. O processo foi longo, mas valeu a pena. E foi super gostoso ver meus cachinhos voltando à vida 😀

Hoje eles estão do jeitinho que eu quero e eu só vou ao salão duas vezes por ano retocar as mechas. Era a praticidade e a liberdade que eu queria! Cuido do cabelo em casa mesmo, com alguns produtos que aprendi a usar e que não abandono por nada. Vivo testando tudo pra cabelo cacheado e o resultado dos testes tá aqui nesse post.

Vale lembrar que meu cabelo é cacheado mas os fios são bem fininhos, então produtos próprios para cachos geralmente não funcionam pra mim porque deixam o cabelo pesado. Eu também gosto de volume, então não entra na minha lista nada que tire o volume dos meus cabelos!

Meu shampoo do coração é o Absolut Repair, da L’Oreal. Ele é o melhor! Super hidratante, ele limpa sem deixar os fios duros nem ressecados. Já testei vários outros e nenhum deixa meu cabelo macio e hidratado como ele. Estou até usando um shampoo da John Frieda para testar. É bom, mas não chega aos pés do Absolut.

Como sempre uso leave-in, às vezes sinto que o cabelo precisa de uma limpeza mais profunda e uso algum shampoo translúcido, que é o que limpa mais profundamente (veja esse vídeo sobre os tipos de shampoo e mude a sua vida). Quando quero essa limpeza mais profunda uso o shampoo Johnson’s Baby ou o Castanha do Brasil da Granado. Os dois são bem levinhos, baratos, fáceis de achar e deixam o cabelo super limpo.

Se eu tivesse que indicar só um produto para cabelos cacheados, com certeza seria essa máscara de hidratação. Eu uso como condicionar. Lavo o cabelo duas vezes por semana e uso logo depois do shampoo. Tiro o excesso de água com  uma toalha, aplico a máscara enluvando mecha por mecha, deixo 3 minutos e enxáguo. É mi – la – gro – sa.

Mesmo com as pontas super descoloridas pelas mechas, os cachos se formam lindamente e quem segura essa barra é essa hidrataçãozinha caseira de 3 minutos. Então se você tem o cabelo ressecado, invista nela!

Cabelo cacheado não vive sem leave-in. Fato. O meu preferido é (mais uma vez) o da Absolut Repair (não, eu não ganho jabá da L’Oreal. O bicho é bom mesmo kkk). Ele deixa os cachos perfeitos, o cabelo hidratado e maravilhoso ao ponto de poder sair no vento e passar os dedos entre os fios sem desmanchar os cachos. O cabelo fica “molinho” , uma delícia!

Como ele é meio carinho, sugiro o substituto baratinho dele que é o Amend Hydrous Intensy. O efeito é quase o mesmo e a diferença de preço é absurda. O ruim é que esse creme da Amend está saindo de circulação e sendo substituído por outro. As vendedoras dizem que a mudança foi só de embalagem, mas sei lá… Alguém aí já testou?

Ah e to curtindo também o creme da linha Natura Plant Cachos Marcantes. No começo achei um pouco oleoso demais, mas depois vi que se você dosar direitinho a quantidade de produto o efeito é bem bom. E é baratinho 😉

Agora prestem atenção! Mais importante que o creme que você usa, é a forma como você aplica! Divida o cabelo em mechas, e vá aplicando o creme das mechas de baixo até chegar à superfície. Nada de aplicar o creme só por cima, porque aí você cria um capacete por cima do fuá que fica embaixo. Esse jeito de aplicar faz toda a diferença!

Depois é só sair do banho e secar amassando com uma toalha, estimulando a formação dos cachos 😉

O day after é o maior pesadelo na vida das cacheadas. Você lava o cabelo, arruma os cachinhos e sai linda pra dormir na casa do boy e no dia seguinte ele acorda com a Maria Bethânia. Tenso.

Ó, vou te falar… Quando o cabelo é hidratado e bem cuidado, os cachos resistem e você acorda linda com os cachinhos ainda definidos. Geralmente meu cabelo acorda ainda utilizável no dia seguinte. Quando isso não acontece, eu uso o velho truque de misturar água com leave-in no borrifador e ir borrifando e arrumando o cabelo.

Depois de muita tentativa e erro, foi esse creme da linha Basic Hair, do Marco Antonio DiBiaggi, que funcionou melhor pra diluir na água e fazer isso. O engraçado é que pra usar ele como leave-in  normal não é tão bom. Mas pra esse truque do day after ele é maravijoso!

Com os produtos que já uso diariamente, nem preciso fazer hidratação no salão. Mas quando faço mechas, tipo 2 ou 3 vezes por ano, faço uma hidrataçãozinha pra dar aquele up nos fios.

Gosto muito dessa da Joico. Não é barato fazer hidratação em salão, eu sei, mas é bom de vez em quando. E quanto melhor você cuida em casa, menos você precisa gastar com esse tipo de coisa.

Não tenho feito escova com frequência mas, quando faço, evito usar aqueles produtos pré-escova  porque meu cabelo fica murcho e oleoso.

Depois de escovado uso só esse óleo nas pontas, para dar brilho e não deixar o cabelo embaraçar. Gosto muito dele!

Por último, uma dica para quem quer um cacheado mais arrumado, com “cara de festa”.

Com mousse e difusor dá pra conseguir aquele efeito de cachinhos super definidos, que parecem feitos com baby liss. Aplique leave-in, um pouco de mousse e vá secando com o difusor. Depois dê uma amassada nos cabelos, para evitar o “efeito Maysa”  com aqueles cachos muito arrumadinhos.

Eu amo esse mousse da John Frieda. É carinho mas vale a pena. Dá super certo para usar sem difusor também, naqueles dias em que você quer um cabelo especial, com cachos lindos. Ele não pesa nos fios e deixa o aspecto bem natural. Mas no dia seguinte tem que lavar, porque se você coloca outra camada de creme aí sim vi ficar pesado.

Outra dica boa é não aplicar nenhum produto na raiz. Quando eu seco com a toalha, já vou levantando a raiz porque odeio aquele aspecto de cabelo grudado na cabeça, feito capacete. O negócio é: quando mais natural, melhor. Com volume, movimento e sem raiz oleosa.

 

♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ ♥

 

Pronto, gente.  Isso é tudo que eu uso no cabelo e é assim que cuido dos meus cachinhos. E se você está querendo assumir os seus cachos, se livrar de química e ser mais feliz, vai com tudo que dá certo! Eu nunca fiz alisamento, mas destruí meu cabelo com tintura. O estrago foi grande mas recuperei. Comecei a cuidar em janeiro de 2012 e só agora meu cabelo está do jeito que eu quero. Mas deu certo! Então você também pode. Boa sorte, vida longa aos cachos 😉

Ah! Quem tiver mais dicas de produtos legais para cabelos cacheados, compartilha aí nos comentários!

87
  • Compartilhe  →

Cachos inspiradores

Posted on

 

Tenho recebido tantos emails de meninas que estão querendo/tentando/conseguindo se livrar de alisamentos e assumir os cachos, que resolvi postar hoje algumas imagens inspiradoras para quem está nesse processo 😉

Muitas meninas alisam o cabelo há muito tempo e começaram por não saber lidar bem com os cachos, ondas e/ou volume dos seus fios. E convenhamos, essa não é tarefa das mais fáceis e a situação era ainda pior alguns anos atrás. Toda essa diversidade de produtos para cabelos cacheados, crespos e ondulados não existia até bem pouco tempo atrás. O pouco que se encontrava nas prateleiras eram cremes pesados, gordurosos e que não tratavam os fios. Além disso, todo mundo usava o mesmo tipo de creme, independente do tipo de cacho (todas se jogando no Kolene e no Yamasterol hahahahahaha que dó).

O padrão estético também não ajudava muito. Ainda hoje não ajuda, mas tudo está mais democrático e as pessoas estão mais livres e aprendendo a pensar por si mesmas e valorizar suas características individuais (ou eu que esotu muito otimista? 🙂 )

Um momento proprício para celebrar a diversidade da beleza, aliado a um mercado cada vez maior de produtos para cabelos cacheados, tem feito com que as meninas se sintam mais livres e confiantes para assumir os cachos.

Eu nunca fiz nenhum alisamento definitivo, mas, pelo que converso com meninas que alisam os cabelos, esse troço dá um trabalhão. Da primeira vez que faz é lindo, o cabelo fica soltinho, lisinho, uma delicinha. Mas, com o tempo, a juba vai perdendo a vitalidade, o brilho e aí muitas vezes além de fazer o alisamento você precisa arrumar todo dia com escova secador. E vale apena tanto trabalho, gente? E olha, se encher de química assim não é legal. Uma hora se cabelo morre e começa a partir, cair, ficar feio, fraco, é aquele desespero. Fora que você fica escrava do salão e deixa lá boa parte do seu suado $$$. E mesmo que ele não seja suado, que você seja uma herdeira rica, poderia estar gastando em outra coisa, né? 😛

Então, argumentos não faltam. Pode ser que seu cabelo não seja exatamente cacheado, mas tenha um ondulado incrível. Pode ser que ele seja beeeem crespinho que vai formar caracóis maravilhosos para usar com um corte que super favorece um black power. Pode ser que ele seja cacheado bem fino, que forma aqueles cachinhos nós nas pontas… Tanta coisa pode ser!

E você simplesmente não sabe como é de verdade, porque alisa o cabelo há tanto tempo que nem sabe dizer como ele ficaria sem a química.

Uma coisa eu garanto: um cabelo natural bem cuidado sempre vai ser mais bonito que um cabelo forçado a ser liso através de processos químicos que destroem a estrutura dos fios.

Então, agora que tem tanto produto legal e tanta informação sobre como cuidar dos cachos, porque não se livrar do alisamento e assumir os caracóis?

Vai que, embaixo de tanto alisamento tem um cabelo assim querendo ser descoberto?

E se você quer um help sobre quais produtos usar e como cuidar dos cachos, dá uma lida nesse post aqui.

Liberte o seu cabelo! Você vai ver que com muito amor e um pouquinho de leave-in vai dar tudo certo ♥

 

14
  • Compartilhe  →

4 cacheadas lindas contam como cuidam dos cabelos

Posted on

Quem me segue no Instagram viu que desde semana passada eu venho testando coisas novas para cabelos cacheados.

Dia sim e outro também eu posto alguma dica de creme, xampú ou qualquer produtinho que faz bem para os meus cachos (se você é uma cacheada curiosa como eu, me segue lá pra ver o que ando usando. O perfil no Insta é @gladisvivane).

Minha história com o cabelo cacheado é bem parecida com a de (quase) todo mundo: demorei a curtir e aceitar, mas depois que aprendi a cuidar deles amo meus cachinhos. Também gosto de variar o look e de vez em quando me entrego à escova por uns dias. Mas adoro cuidar dos cachos e sigo procurando os melhores produtos e o melhor jeito de arrumá-los.

Sempre falo muito dos meus cabelos por aqui, mas nem todos os cachos são parecidos com os meus, então resolvi chamar quatro meninas cacheadas, com tipos de cachos e de fios totalmente diferentes, para falar aqui sobre os cuidados que elas têm com os cabelos.

São cabelos lindos, que eu sempre admirei e tive vontade de perguntar “ei, o que você usa? Como você cuida?”. Então perguntei e vou dividir as respostas com vocês!

Fiz 4 perguntas para cada uma delas e as respostas vocês acompanham agora. O post é longo, mas dividir experiências é sempre bom, então a leitura tá super gostosa. Cola aí!

Rayssa Melo tem aquele cabelo liiiiindo, que chama atenção. Impossível não ficar olhando para os cachos perfeitinhos dela. Assim que a conheci lembro de ficar me perguntando se ela fazia aquela maravilha com babyliss kkkk. Acho que o tipo de fio dela é bem parecido com o meu, bem fininho. Ela quase sempre está de cahinhos, mas quando faz escova o cabelo também fica incrível (sortuda versátil!). Vamos saber mais sobre o cabelón dela?

1 – Sempre usou o cabelo cacheado ou demorou para fazer as pazes com ele? Como foi esse processo?

Sempre usei e amo os cachos. Acho que eles “enfeitam” mais o rosto e dão um ar de descontração que eu adoro! Tanto uso, que sem os cachos tenho a sensação de ser “menos eu”. Rs…

2-      Que produtos costuma usar?

No dia a dia, uso produtos simples, dos comprados em supermercado mesmo. Shampoo, condicionador e creme para pentear (leave in) da Pantene. Uma vez a cada 15 dias, uso uma máscara hidratante também da Pantene. E só. De vez em quando, no salão, faço massagens com produtos especiais, mas só de vez em quando.

3-      Que cuidados especiais você tem com os cachos? Lava com que frequência? Tem algum “jeitinho” pra secar? 

Gosto dos cachos porque são práticos. Fora os cortes (a cada 2 meses aproximadamente) para tirar as pontas ressecadas, já que nos cabelos cacheados as pontas geralmente ressecam mais, e as lavagens dia sim, dia não, faço uma hidratação a cada 15 dias aproximadamente. Fora isso, não há nada de muito especial. Os meus cachos ficam mais bonitos quando secam naturalmente. Portanto, lavo bem os cabelos, tiro o excesso da água com uma toalha, passo um pouco de creme para pentear (mais do meio para as pontas) amassando os cabelos e deixo secar naturalmente. Esse é o melhor “jeitinho” para os meus cachos ficarem naturais, como eu gosto.

4-      Alguma dica especial ou um segredinho para compartilhar? 

Apenas uma dica às cacheadas: usem seus cachos! Fora isso, nada de especial! 😉

Ellen Paes é jornalista, trabalhou comigo numa emissora de TV em Natal e quando eu a conheci, muito tempo atrás, usava um cabelão liso enoooorme. Fiquei bem surpresa quando a reecontrei depois, com uns cachinhos bem lindos! A história dela já é diferente da história da Rayssa. Ela passou por muitos processos até fazer as pazes com os cachos, por isso o processo dela pode servir de inspiração para muitas meninas que estão tentando se livrar da progressiva. Força, meninas! Sigam o exemplo da Ellen! Ah, e hoje ela é repórter de TV no Rio de Janeiro e aparece de boa na telinha com o cabelo natural, toda linda. Muito legal essa quebra da imposição velada da escova às jornalistas de TV, coisa que não tem O MENOR cabimento.

1- Sempre usou o cabelo cacheado ou demorou para fazer as pazes com ele? Como foi esse processo?

A palavra é essa: processo. Sou negra (um pouco desbotada, ok! rs) e passei a vida vendo minha mãe, igualmente negra, alisando o cabelo, assim como minhas tias, primas e etc. Enfim, nossa cultura sempre foi eurocêntrica e o padrão de beleza sabido, até hoje, é o da mulher caucasiana, pele rosada, e cabelos lisos. Então eu fui submetida à química muito cedo na minha vida por insistência minha que sofria com os apelidinhos jocosos ao meu cabelo na escola.

Comecei a alisar com uns 11/12 anos mais ou menos. E mantive ele alisado até os 27, tendo passado por vários tipos de química diferentes – incluindo a escova definitiva, por último. Nos anos que mantive a definitiva, de início, eu gostava muito. Mas sabemos que depois de um tempo o resultado não permanece natural (porque não é!). E aí eu meio que fiquei escrava de escova, chapinhas e afins. Bem, porque estou contando isso? Porque eu sempre gostei de mudanças e a química não me permitia muitos cortes diferentes e mais modernos. Sentia que meu cabelo não combinava com a minha personalidade, mas não tinha coragem de assumir os cachos porque nem sabia como eles eram e tinha receio de ficar medonho.

Mas então veio a gravidez não planejada e eu já estava com aquela raiz por retocar. Foi aí que vi a oportunidade de me livrar daquela escravidão. E foi o que fiz. Parei de alisar, cortei ele na altura da nuca e o mantive na escova até quando deu para disfarçar a raiz natural. Depois que a minha filha nasceu, com uma raiz que já atingia um palmo mais ou menos e sem o menor tempo para escova (mal tinha tempo de tomar um banho mais longo!), então me rendi às tesouras. Cortei ele bem curtinho, pedi pra cabeleireira tirar todo o alisado. E então eu vi que tinha cachos, MUITOS cachos. Mas demorou pra eu aprender a lidar com eles, já que viviam oprimidos pelo secador e pela chapinha.

Fui aprendendo a cuidar e deixá-los livres pra tomarem forma. Hoje, quando quero mudar, faço uma escova pra sair da rotina (e a escova fica até mais bonita por ele estar virgem). Mas isso só acontece umas duas vezes por ano, em festas especiais como casamento. Esse ano ainda não fiz nenhuma, nem lembro disso. Além de não ter muito tempo (vida de mãe solteira que trabalha fora…), também desabituei. Curto bastante o visual formal com cabelos rebeldes. Até hoje, três anos depois de assumidos, usar meu cabelo assumidíssimo ainda é um redescobrimento diário e um alimento pra autoestima: a coisa de me amar exatamente pelo que sou – depois de tantos anos de vida.

2- Que produtos costuma usar?
Pois é. Nessa onda de “liberdade total”, eu acabei me descuidado um pouco da cabeleira. Eu costumava usar produtos da linha Absolut Repair da Loréal e cheguei a testar alguns leave-ins pra cachos super caros e recomendados por sites e outras pessoas, mas no fim, com o orçamento pesado pós-separação e toda uma demanda econômica que só uma criança de três anos numa cidade como o Rio de Janeiro pode proporcionar, eu acabei deixando o cabelo bem longe das prioridades financeiras. O que uso é o que se se encontra em qualquer farmácia ou supermercado e varia bastante. Dessas linhas mais populares gosto bastante da Pantene, incluindo o leave-in. Acho que o fato dele estar totalmente virgem também ajuda. E o bolso agradece.
 
3- Que cuidados especiais você tem com os cachos? Lava com que frequência? Tem algum “jeitinho” pra secar? 
Então, como falei, estou bem relapsa com meus cachos. Eu não faço uma hidratação num salão há quase um ano. Devo nesse meio tempo ter feito uma ou duas hidratações caseiras. Mas lavar, eu lavo pouco quando está frio. Como meu cabelo tem tendência a ressecar e cachos precisam de uma certa oleosidade pra ficarem bonitos, no frio, eu costumo lavar duas ou três vezes por semana. No verão não dá né? Eu lavo quase todo dia, mas não uso shampoo todo dia pra não tirar a oleosidade natural. Então eu molho, uso condicionador massageando-os da raiz às pontas e seco eles normalmente. Penteio usando leave-in e amassando até ficar em um formato que me agrada. Não demora muito, pois o que ajuda bastante o cabelo cacheado é o corte.
4- Alguma dica especial ou um segredinho para compartilhar?
Anotem aí: o segredo é o corte! Descobri que os cachos podem ser lindos, mas se o corte não for bacana, eles não ficam legais. E os melhores cortes são aqueles em camadas, repicados e/ou com pontas assimétricas. Resumindo: quanto menos careta for o corte do cacheado, mais bonito fica. E quanto mais inteirão, mais cafona. Isso porque os cachos não formam direito, ficando com aparência pesada. Penso que se é pra ter cachos, é pra dar liberdade pra eles. A natureza e beleza do cacheado é ser rebelde. Domadinhos demais eu não acho que ficam interessantes. Fica meio infantil, tipo apresentadora-mirim Maysa. Mas nada contra: há quem goste. No fim, o importante mesmo é o cabelo estar condizente com a sua personalidade e fazer você se sentir bem consigo mesma. E se é do jeito que ele nasceu, melhor ainda 😉
Elisa Elsie também é jornalista (só azamiga de profissão hahaha) e fotógrafa. O cachos dela me chamaram atenção desde a primeira vez que a vi. São aqueles cachinhos super naturais, que já transparecem que a pessoa tem uma boa relação com o cabelo. Tem cara de cabelo natural, que nunca foi maltratado por alisamento.

1- Sempre usou o cabelo cacheado ou demorou para fazer as pazes com ele? Como foi esse processo?

Sempre usei o cabelo cacheado, na verdade, nunca fiz nenhum tipo de tratamento, nem mesmo relaxamento. Tive uma transição na adolescência complicada, não tinha paciência com o cabelo e resolvi cortar bem curto para não ter nem de pentear. Isso durou uns cinco anos. O tempo passou e fui aprendendo a lidar cada vez melhor com meu cabelo.

2- Que produtos costuma usar?

Não uso nada muito específico, mas sempre tento comprar produtos para cabelos cacheados ou ressecados. Uso shampoo e condicionador de supermercado mesmo, geralmente Dove ou Pantene. No ultimo mês tenho usado creme de pentear com umas gotinhas de um óleo da Loreal com o cabelo ainda úmido e estou gostando do resultado. Uma vez por semana uso creme de tratamento, mas às vezes a correria da rotina me faz esquecer.

3- Que cuidados especiais você tem com os cachos? Lava com que frequência? Tem algum “jeitinho” pra secar? 

Tento cortar o cabelo a cada três meses e faço luzes duas vezes por ano lá em Nalva Melo. Meu cabelo é muito fino e evito descolorir com frequência. Lavo um dia sim e um dia não, mas preciso molhar todo dia para que os cachos fiquem soltos e bem formados. Uso bastante água para ter certeza que o creme de pentear saiu todo no banho. Quando quero mudar, faço escova em casa mesmo e às vezes coloco bobes, daqueles bem grandes, só para deixar os cachos mais abertos e escovo bem a franja.

4- Alguma dica especial ou um segredinho para compartilhar?

Para arrumar o cabelo nos dias de correria, passo creme de pentear somente nas pontas e seco com difusor a parte de trás, depois com a escova, seco a franja, uso chapinha e modelo novamente com a escova [só a franja]. Como geralmente faço o cabelo antes da maquiagem, prendo a franja com grampos grandes para o lado contrario do caimento e só solto só na hora de sair mesmo.

Gardênia Alves é modelo e tem um cabelo incrível, que faz a alegria de qualquer cabeleireiro. É longo, cacheado, tem balanço, tem volume… a moça é quase uma propaganda de xampú ambulante hahahaha. Sério, ela é a modelo mais linda com quem já trabalhei na minha época de produtora de moda. E grande parte da beleza dela vem desse cabelo incrível. Por isso Gardência também foi intimada a dividir os segredos desses cachos com a gente!

1- Sempre usou o cabelo cacheado ou demorou para fazer as pazes com ele? Como foi esse processo?

Sempre usei cacheado, minha mãe nunca me deixou alisar pois eu sou a única da família com cachinhos! Mas quando eu era pequena meu sonho era ser loira do cabelo liso para poder jogar ele de lado sem bagunçar hahaha, eu não gostava do meu cabelo até por que não sabia como usa-lo, achava que sem volume e molhado era o “arrumado” (quando vejo as fotos, aiinn). Mas foi o tempo que me mostrou que a “juba de leão” é o maior charme e que os meus cachos têm a ver também com a minha personalidade e agora quanto mais bagunçado, melhor!

2- Que produtos costuma usar?

Eu estou sempre provando novos produtos, mas o que estou usando atualmente é o da Redken, nunca tinha provado antes mas estou amando! Eu uso também Seda, Pantene, Éh e adoro usar os de produtos de criança – além do cheirinho acho que define os cachos!

3- Que cuidados especiais você tem com os cachos? Lava com que frequência? Tem algum “jeitinho” pra secar?

Eu lavo de dois em dois dias, e uso sempre um pente com os “dentes” largos e tento sempre desembaraçar de baixo para cima. Deixo ele secar naturalmente, mas quando preciso sair e quero que eles fiquem mais definidos uso o difusor.

4- Alguma dica especial ou um segredinho para compartilhar?

Meu segredinho para definir melhor é pentear no banho na hora que passo o condicionador eu aproveito para desembaraçar os fios e depois deixo eles secarem ao natural. Sempre dá certo!


E aí meninas, gostaram das dicas? 😉
20
  • Compartilhe  →

Testei e amei: Creme para pentear Amend Hydrous Intensy

Posted on

Quem acompanha o blog sabe que eu passei uma fase DESESPERADORA com o meu cabelo.

Tingia de ruivo -e amava muito ter o cabelo vermelho, sonho em voltar um dia à ruivice – mas o excesso de tinta acabou com a minha juba. Nunca fiz alisamento, só escova normal, mas de tanto pigmento de tinta acumulado nos fios o cabelo não cacheava mais.

Aí fiquei desesperada, como contei aqui.

Porque eu amo uma escova, mas também adoro meus cachinhos. Na verdade o que eu curto é a possibilidade de mudar e ter sempre vários visuais diferentes =D

Daí comecei a correr atrás do prejuízo: tratar, tirar o ruivo, hidratar, cortar a parte estragada e voltar a ser loira com mechas (que estraga beeeeem menos o cabelo porque o retoque é feito só a cada três meses).

Hoje meus cachinhos estão de volta, lindos como antes ♥♥♥ E eu vivo testando e procurando novos cremes para pentear, pois cabelo cacheado não vive sem leave-in.

Testei o creme para pentear da linha Hydrous Intensy da Amend, e me apaixonei por ele. É o que eu tenho usado todos os dias.

Ele tem aloe vera e proteínas do leite, deixa o cabelo beeeeem macio e não fica pesado.

Meu cabelo é bem fino e eu gosto de volume, então preciso de um creme que dê um pouco de “peso” mas não fique gorduroso.

Outra coisa legal dele é que se você pesar na mão, é só amassar os cachos com o cabelo já seco que o aspecto natural volta.

O preço também é bem honesto: Comprei por R$ 19,00. É fácil de encontrar em qualquer loja especializada em produtos de beleza e até em algumas farmácias.

Enfim, to amando esse creme e indico para todas a cacheadas.

E meus cachinhos estão asim:

Tem alguma cacheada aí com dica de um creme maravilhoso para me dar? 🙂

 

30
  • Compartilhe  →

Ano novo, cabelo novo! #Parte6 – Clareando as pontas

Posted on

No dia 19 de janeiro de 2012 comecei a minha “transformação capilar”.

Usando a tag #AnonovoCabelonovo, postei cada passo da mudança. Meu problema era que, após anos tingindo o cabelo de ruivo, meu fio estava poroso, sem massa, sem vida, uma tristeza só.

Com isso meus cachos sumiram e o cabelo ficava ralo, sem movimento nenhum. Tava tão ruim que eu achei que não ia voltar ao normal.

Narrei todo o meu drama capilar aqui.

Com saudade dos meus cachos e das mechas loiras que usei uns anos atrás, comecei o processo de mudança.

Eu queria ficar com o cabelo da esquerda, e ele estava como o da direita.

Quando eu não escovava, ficava totalmente Maria Betânia – volumoso, um balaio sem cachos =/

O processo de mudança começou com muuuuuuito tratamento. Depois escureci para ficar num tom parecido com o natural e comecei a abrir as mechas.

Tudo sob a supervisão de Fabiana Gondim e Dell Marques lá do Chic Coiffeur.

E finalmente, nove meses depois, começo a ver que meu cabelo está ficando do jeito que eu quero 😀

Semana passada fiz essas mechas super clarinhas nas pontas, e o fio não perdeu o cacheado. Estou hidratando muito e ele está assim:

Lembrando que sempre uso meu inseparável leave-in da linha absolut repair da L’Oreal.

Lavo, aplico o creme e seco os fios amassando com a toalha.

To amando ter cachinhos de novo 😀

Ah, para quem quiser ver todos os cabelos que já usei na vida, tem um post mostrando tudo aqui. Podem rir de mim, mas admirem minha coragem de publicar essas fotos, tá? kkkkkkkkkkk

 

 

 

 

9
  • Compartilhe  →