As roupas das primeiras damas

Posted on

Agora à tarde o mundo acompanhou a posse do presidente dos EUA – e queridinho do mundo fashion – Barack Obama.

Queridinho porque é extremamente elegante, até mesmo quando “flagrado” em situações informais, como um jogo de golfe.

Aliás, a família Obama inteira caiu no gosto do povo da moda. A primeira dama Michelle adora usar criações de estilistas desconhecidos (alavancando-os ao sucesso imediato) e repete roupa sem a menor cerimônia. Uma coisa assim bem gente como a gente – guardadas as devidas proporções.

E se vocês também acompanharam a posse de Obama de olho nos looks de Michelle, das filhas do casal e dos convidados famosos, vai gostar de saber que o Museu de História Americana de Washington preparou uma exposição com vestidos que as primeiras damas americanas usaram nas posses de seus maridos, nos últimos 100 anos.

O passeio pela história da moda – e da política – começa em 1909, com o vestido de Helen Herron Taft, e termina em 2009, com o modelo Jason Wu que Michelle usou na posse do primeiro mandato de Obama.

Vamos ver alguns modelos?

Helen Taft, esposa do ex presidente William Howard Taft, abre a exposição com um modelo típico do início do século XX:

Eleanor Roosevelt e o vestido que usou nos anos 30:

Jacqueline Kennedy, a mais carismática e famosa primeira dama, virou ícone fashion:

Pat Nixon foi de amarelo à posse do marido, em 1969:

Nancy Reagan, em 1981, usou um vestido que ainda faria bonito nos dias atuais:

Barbara Bush foi vítima da bizarrice dos anos 80, e usou um modelo que é provavelmente o mais pavoroso da exposição:

Hillary Clinton também foi de azul, mas fez uma escolha mais feliz. Apesar de um pouco over, o modelo bordado tem sua beleza:

E não poderia deixar de mostrar o Jason Wu que Michelle Obama usou na posse do primeiro mandato do marido. Parece que foi ontem que ela apareceu assim, deslumbrante, e conquistou nossos ♡

Agora nos resta esperar a noite e ver que modelo Michelle vai usar no baile \o/

 

 

1
  • Compartilhe  →

ENCERRADO Sorteio

Posted on

O verão só termina em março, então vem cá participar de um sorteiozinho bem bacana 😀

O prêmio é esse vestidinho de verão da Toli.

O modelo é tamanho M, e é bem levinho, daqueles ótimos para os dias de calor (o que em Natal vem a ser ‘todos os dias’).

Para participar é só fazer o de sempre – se inscrever no formulário abaixo:

ENCERRADO!

Realizei o sorteio através do Sorteador.

O vestido foi para o Tadeu Matos, comentário 87.

Não sei se ele se inscreveu para presentar alguém ou se é crossdresser, vamos ver 😀

Vou ligar para o ganhador para informar o resultado, caso não consiga resposta em até 24h, será realizado um novo sorteio.

O resultado do sorteio foi registrado nesse link.

 

12
  • Compartilhe  →

O figurino de Camila Masiso (parte 2) – ou “o vestido dos meus sonhos”

Posted on

No último post eu disse “amanhã vou postar o segundo vestido” e sumi, né? Foi mal galere, mas minha vida extra-blog estava gritando pela minha presença 😀

Mas voltando ao que interessa…

Hoje vou mostrar o segundo vestido que escolhi para a cantora Camila Masiso. A primeira parte do look vocês já viram aqui.

No segundo momento do show, queria que ela entrasse com um visual colorido, alegre, leve, mas, ao mesmo tempo, elegante como pedia a ocasião.

Não poderia ser uma estampa pesada. Também não poderia ser nada muito descontraído, com cara de “praia”, nem muito exagerado, com cara de festa. Meu maior medo era algo que ficasse com cara de “madrinha de casamento” hahahahaha.

Aí depois de dar mil e duzentas voltas pelas lojas da cidade, achei esse modelo Vitor Dzenk na Yolla Boutique.

Gente, PARA TUDO!

O vestido é uma obra de arte. A saia tem uma estampa perfeita, que simula o fundo do mar.

São duas saias sobrepostas, com a mesma estampa. Quando elas estão em movimento, dá um efeito 3D e parece que os peixinhos estão se mexendo!!!

as saias bem de pertinho. Estamparia digital é coisa linda de deus!

Olha eu amei muito esse vestido. Trabalhar com moda é sempre um exercício de autocontrole pra mim. Sempre me apaixono pelas peças, e quero ficar com elas. Na maioria das vezes, não é nem pra usar, é só pra ter mesmo, admirar, apreciar como um quadro.

Imaginem um alcoolatra trabalhando de barman… essa é a minha vida!

Mas voltando ao vestido…

O estilista Victor Dzenk é mineiro, e desde muito jovem cria essas maravilhas que a gente simplifica e chama de roupas. O trabalho dele é sempre muito minucioso e caprichado. Tem aquela pitada de arte, e a gente consegue identificar rapidamente quando uma peça leva a assinatura dele.

Falando em assinatura… os vestidos são sempre assinados, e eu acho isso um charme. Me lembra algumas peças que eu garimpo em brechós. Sempre vibro ao encontrar a assinatura de algum artista. Antigamente todos tinham o hábito de assinar suas criações, como obras de arte.

Mas de uns tempo pra cá, a produção em larga escala foi deixando isso de lado. Agora é etiqueta padronizada mesmo. Sorte que alguns ainda conservam a tradição.

a assinatura no tecido. Lindo, né?

E agora vocês podem conferir como ficou o look no palco.

Com o vento que rolava na hora, a saia tinha um balanço lindo. Ficou bem poético.

Quando Camila voltou ao palco com esse look, rolou uma mini comoção, todo mundo aplaudiu. Claro que os aplausos eram para a música também, mas a visual ajudou 😀

As fotos não estão lá essas coisas, porque eu estava com sérios problemas para regular a câmera. Mas acho que dá pra ter uma ideia de como era perfeito esse vestido.

O que acharam? 😀

16
  • Compartilhe  →

O figurino de Camila Masiso (parte 1) – Vestido Uma Graça

Posted on

Semana passada eu cuidei do visual da cantora Camila Masiso para uma apresentação dela com a Orquestra Sinfônica da UFRN.

O show foi realizado na praça cívica do Campus, no anfieatro. Um local aberto e com MUITO vento. E essa é só uma das coisas que tivemos de levar em consideração na hora de escolher o (s) figurino (s).

Também influenciam: o tipo do show, o horário, o público, o gosto e o estilo pessoal do artista, o tipo físico dele, o estilo musical e mais um monte de detalhes.

No caso de Camila, ela estava prestes a passar por uma experiência única – se apresentar acompanhada de uma orquestra. Não sou cantora, mas acho que todo mundo treme um pouco numa ocasião assim. E o figurino também tem o papel de deixar o artista à vontade naquela situação. O visual é o primeiro contato dele com o público. Antes que as pessoas escutem e “degustem” a voz de quem está em cima do palco, elas já fizeram, mesmo sem se dar conta, um rápido julgamento do visual daquela apresentação.

Mas voltemos à nossa história… decidi junto com Camila que ela deveria subir ao palco vestida de uma maneira diferente da usual. Com um repertório de samba, bossa nova e mpb, ela sempre usa vestidos coloridos, cabelo solto – geralmente adornado por algum acessório.

Decidimos que ela deveria entrar de preto, como todos os integrantes da orquestra. Um visual mais sóbrio, de cabelo preso – que traz mais elegância, mas também ajuda a enfrentar o vento sem terminar o show toda descabelada hehehe.

Depois de algumas músicas com o visual mais discreto e sóbrio, ela teria uma troca de roupa e apareceria com um vestido colorido e esvoaçante (que vocês vão ver no post de amanhã).

Aí começou nossa procura desesperada por um pretinho básico – que não podia ser muito curto, a saia não poderia ser muito leve ao ponto de voar e mostrar o que não deve, não queria tomara que caia e não queria nada muito efeitado nem brilhoso.

Pronto, nem eram tantas exigências assim, mas foi muito difícil encontrar!

SIMPLESMENTE É PRIMAVERA/ VERÃO E AS LOJAS NÃO TEM NADA PRETO PRA VENDER PORQUE “TÁ SAINDO” MUITO COLORIDO, E O COLOR BLOKING E BLA BLA BLA

Olha, fica a dica, todo mundo precisa de vestido preto, independente da estação do ano. Então vamos deixar um pouco a obsessão pela “tendência do momento” e investir no eterno?

Minha salvação foi encontra a Uma Graça, marca potiguar (êeeee!!!)  e bem novinha, que eu ainda não conhecia.

Lá encontrei três modelos que estavam dentro das nossas exigências. Olha que lindos

Acabamos optando pelo modelo da direita.

Apesar de todo preto, tem um detalhe em renda abaixo do busto que o deixa mais sofisticado. Além disso, esse recorte tipo um losango, afina a cintura e emagrece (quem não quer né? kkkk).

Ficou lindo e exatamente do jeito que eu imaginei no palco. Teve uma história absurda com o sapato (que a louca da Camila esqueceu no cabeleireiro, e eu tive que ir correndo ao Natal Shopping comprar um outro sapato em QUINZE MINUTOS).

Tentei tirar umas fotos mas não ficaram muito boas, então peguei essas do facebook dela. Olha como ficou:

as duas últimas fotos (as tremidas) são minhas. Como fotógrafa sou uma ótima produtora de moda kkk

Com esse primeiro vestido conseguimos exatamente o efeito que eu queria. Todo mundo esperava vê-la de vestidinho colorido, como ela usa sempre. As pessoas ficaram surpresas, e a entrada do segundo vestido foi triunfante!

A meu ver, usar um figurino contido, discreto e elegante, foi também uma maneira de reverenciar a orquestra e o momento especial que acontecia ali.

Aguardem amanhã pra ver o segundo look 😀

UPDATE: Esqueci de deixar o endereço e o telefone da Uma Graça! A loja fica na Potengi, quase esquina com a Afonso Pena, sobreloja da Linharte. Fica vizinho ao salão de Anninha. Os telefones de lá são 2010 4482 / 8821 2841 / 8856 5048. Procurem Elisângela, que ela vai atender vocês com a maior atenção do mundo!

 

17
  • Compartilhe  →

Veludo no calor

Posted on

Adoro tecidos mais encorpados e estruturados como o veludo e o jacquard. Mas por serem pesados e mais quentinhos, é bem difícil usar esse tipo de tecido numa cidade quente como Natal (apesar das chuvas e do leeeeve frizinho dos últimos dias).

A solução para usar tecidos assim no calor é investir em peças mais fresquinhas, como vestidos, saias e shorts curtinhos.

Ontem fui assistir a convenção da Toli – evento que apresenta o verão 2012 para os franquiados da marca. Como o dia estava meio chuvoso, aproveitei para usar um vestidinho de veludo que eu amo.

O modelo é em veludo cotelê, um tipo de veludo canelado (aquele que tem umas listrinhas) e mais estruturado. Aliás, existe toda uma variedade de tipos de veludo. Vocês gostariam de um post explicando cada uma delas?

Como vocês sempre pedem fotos de “luquidudia” vou postar o de ontem, aproveitando para incentivar o uso do veludo – um tecido lindo, clássico, elegante e que nunca sai de moda!

Agora, a “fica técnica” hehehehe:

VESTIDO: Dress To

ÓCULOS: Bleu Dame

RELÓGIO: Champion comprado na Ótica Pérola do Midway Mall.

BRINCOS: argolas baratinhas da Berloque. Comprei de vários tipos para minha fantasia de São João. Adorei essas da foto e continuo usando direto hahaha.

SAPATO: Arezzo (mas muuuuito velho. É de uma couro super macio, faz anos que comprei e é o meu sapato mais confortável. Pena que nunca mais achei outro tão gostoso quanto ele).

BATOM: minha nova paixão: Diva, da MAC.

E aí, gostaram?

Quem se anima a usar veludo também? 😀


15
  • Compartilhe  →