Guia Salto Agulha: Onde aprender a costurar em São Paulo

Posted on
cursos de costura em sao paulo

Vocês devem ter visto no meu Instagram que eu estou amando cada vez mais o mundo da costura, né? (Se você só lê o blog e não me segue ainda no insta, não perca essa grande oportunidade de ver fotos banais com filtros randômicos —> @saltoagulhablog )

Fiz o meu primeiro curso de costura exatamente 1 ano atrás. Antes disso eu não sabia nem passar a linha na máquina. Depois do curso, passei uns meses sem praticar e acabei esquecendo (quase) tudo. Até comprar a minha máquina de costura, não pratiquei mais. Depois, já com a máquina em casa, fui tentar costurar de novo e foi um desastre.  Percebi que a prática diária seria  a única maneira de me fazer aprender de verdade e destravar (dãããã! Como se tudo na vida não fosse assim, né? 😛 )

Então voltei a fazer cursos e procurar mais aulas interessantes no universo da costura, até que encontrei uma professora particular que vem me ensinar em casa e foi o que melhor funcionou pra mim. As aulas são livres, eu posso criar com ela o projeto que quiser, e estou amando.

Mas minha busca rendeu uma lista considerável de lugares para aprender corte e costura em São Paulo. E como algumas pessoas já me perguntaram sobre isso, resolvi juntar tudo num post!

rainhas da costura Vou começar pelo Rainhas da Costura porque é o lugar onde fiz meu primeiro curso de costura. O módulo iniciante tem 8 aulas e dura 2 meses. As aulas são 1 vez por semana, com 2 horas de duração. Achei o curso bem legal para quem não sabe nada de costura – a gente aprende tudo do zero MESMO.

Cada aula tem um projetinho e a gente sai com uma peça pronta, feita por nós. Eu fiz cestinho, capa de almofada, jogo americano, necessaire, carteira e outras coisas que vocês podem ver no post que linkei no parágrafo anterior.

Paguei no ano passado cerca de 900 Golpinhos pelo curso, dividido em 2x. Não sei dizer se ainda está o mesmo valor. Sempre tem turmas começando, nos turnos da manhã, tarde e noite – e também no intensivo aos sábado.

Fica na rua Cardeal Arcoverde, 1668, Pinheiros. O telefone é (11) 3063.5956

francine lacerda aulas de costura Paquero os cursos da Francine Lacerda há algum tempo mas ainda não rolou de fazer. Ela tem cursos para iniciantes, para quem já costura e uns cursos de fim de semana para fazer peças específicas. Esses são os que eu estou de olho! Você paga um valor e aprende a fazer um vestido, por exemplo. Aí você sai de lá com a peça pronta, nas suas medidas, e moldes de outros tamanhos. Acho a proposta super mara!

Se você nunca costurou, o curso para iniciantes da Francine tem seis aulas, com 3 horas de duração cada, e custa 580 Golpinhos. Inclui tecidos teste, papel craft e chá à vontade (amei esse detalhe que vi no site hehehe)

Me parece ser um ambiente super legal para aprender!

Fica a 500m do Metrô Vila Madalena e não achei telefone no site.

atelier co.sturando coworking de costura O Atelier Co.sturando é um espaço que não conheço pessoalmente mas já amo! (Como pode? Pela maravilha que é a internet! Acompanho à distância e planejo uma visita com câmera em punho pra mostra tudo pra vocês!).

O lugar é o primeiro coworking de costura que eu ouvi falar aqui em SP e a proposta é ser um espaço colaborativo para costura, bordado, tricô e craft em geral. Oferece máquinas de costura, mesas de corte e outras ferramentas que você pode alugar por hora. É claro que também tem cursos – de bordado, tricô, feltragem, um monte de coisa massa e, claro, costura! O mais legal? Acabou de mudar para pertinho aqui de casa 🙂

Além dos cursos fechados sempre tem uma tarde livre na semana para você ir tirar dúvidas, levar um projeto de costura que não está conseguindo finalizar sozinha em casa… Enfim, trocar ideia, ver gente com interesse em comum contigo e ter com quem compartilhar o amor pelo feito à mão <3

Não tenho informações sobre valores e agenda de cursos (eles não têm site), mas dá pra entrar em contato pelo Facebook ou pelo Instagram deles.

Fica na rua Oscar Freire, 2220, Pinheiros. O telefone é (11) 99456-7503

georgia halal curso de costura A Georgia Halal é uma loja bem linda que faz roupas com uma pegada paulistana-moderna-menina-de-Pinheiros. Eu adoro! Inclusive, a Geórgia – a moça por trás do nome e de tudo da marca – foi quem desenvolveu pra mim a  modelagem da saia das sonhos, o modelo que vendo na lojinha do blog  ♥ 

A marca vai além de só vender roupas. Lá dentro funciona o Georgia Lab, um espaço onde rolam vários encontros, bate papos e cursos – o mais novo deles, de costura!

O primeiro módulo começou hoje e é voltado para peças de decoração modernosas, com cara de Pinterest (a minha cara, néam? 🙂 ) Apesar de já ter começado, você pode se inscrever para os outros módulos e acho que esse vai ser repetido também. A ideia é que você chegue lá sem saber costurar nada e, a cada aula, vá fazendo um projetinho mais elaborado para decorar a sua casa 😉

Fica na Rua dos Pinheiros, 339, Pinheiros. O telefone é (11) 3063-1141

Mais um espaço fofinho para aprender a costurar em Pinheiros! (Desculpa, mas meu bairro é mara e parece ser o preferido das costureiras wannabe ♥ 

O Ateliê Ponto Criativo é novinho, novinho! A Camila é professora de costura e modelagem e acabeu de se mudar pra São Paulo. Ela abriu o ateliê para dar aulas particulares e em grupo. As aulas são livres de roteiro e você pode construir moldes do zero, seguindo uma tabela de medidas ou tirando as próprias medidas. Pode aprender a tirar molde de revistas, copiar alguma peça de roupa, fazer acessórios, bolsas, almofadas e o que mais a sua imaginação quiser.

O aluno paga de acordo com a quantidade de aulas que deseja ter. 4 aulas particulares (de 1h30 cada) custam 170 Golpinhos. Se você tiver uma amiga e quiser fazer aula em dupla esse valor diminui!

Estou louca pra ir lá conhecer o ateliê da nova vizinha 🙂

Fica na Rua Mourato Coelho e o telefone é (16) 99106 1135

sesc pompeia curso de costura O SESC Pompéia tem cursos bem legais de costura e trabalhos manuais. Aliás, tem outras unidade do unidades do SESC que oferecem esse curso super completo de costura para iniciantes, mas escolhi colocar aqui o Pompéia porque é onde vejo SEMPRE abrir essa turma.

É um curso de dois meses de duração, que me parece bem completo. Como custa baratinho (não lembro ao certo, mas o último que vi estava em torno de R$ 100,00!) as vagas voam rapidinho. O SESC destina boa parte das vagas para os associados e só abre algumas para o público em geral. Você tem que ficar de olho no site para ver quando abre turma e correr para se inscrever no primeiro dia!

Geralmente eles abrem o curso de costura para iniciantes uma vez a cada semestre.

Fica na Rua Clélia, 93, Pompéia. Telefone (11) 3871-7700

associacao dos alfaiates de SP A Associação dos Alfaiates e Camiseiros do Estado de São Paulo tem cursos bem completos de alfaitaria. Não requer habilidade prática anteiror, o que significa que você pode chegar lá sem saber nada de costura. Mas é um curso mais denso, acho que próprio para quem quer trabalhar a sério com costura – especificamente com alfaitaria.

Os módulos são divididos em calça, camisa, blazer feminino e paletó. A carga horária é bem extensa e eu acho que deve ser um curso incrível! Imagina só… Ser alfaite é um ofício tão lindo, tão cheio de histórias e tradição!

Quero fazer o módulo de paletó um dia! E isso me fez lembrar dessa matéria que eu escrevi sobre Seu Ebenezer, o alfaiate, para a revista Salto Agulha ♥ 

Fica na Av Ipiranga, 1267. O telefone é 11  3313-0250

atelie vivo biblioteca de modelagens São Paulo é uma cidade que me conquista a cada novidade! Uma das últimas que fizeram meu olho brilhar foi o  Ateliê Vivo, a primeira biblioteca pública de modelagens do Brasil.

Vários estilistas doaram seus moldes para construir o espaço (Fernanda Yamamoto, Alexandre Herchcovitch, Fabia Berscek…) e aí aos fins de semana você pode passar uma tarde lá costurando, usando os moldes dessa galera e o melhor: Tudo de graça!

O ateliê funciona na Casa do Povo, um centro cultural e colaborativo, com máquinas de costura disponibilizadas àqueles que querem produzir sua própria peça.Todos os sábados, das 14h às 21h, o lugar oferece orientação técnica para quem se inscreve para participar da atividade. Basta chegar antes das 13h30, levar seus tecidos, colocar o nome na lista e retirar uma senha.

É bom ter uma noção básica de costura para aproveitar melhor a experiência, mas se você não souber nada o grupo que organiza as oficinas pode te orientar. E eles também fazem algumas oficinas, inclusive de costura básica pra iniciantes.

Não é demais? Fique de olho na página deles no Facebook para acompanhar a programação 😉

Fica na Rua Três Rios, 252, Bom Retiro. Contatos através do email atelievivo@gmail.com

aula particular de costura em SP E é claaaaaro que eu não poderia deixar de dar esta opção que é a maravilhosa aula particular! Sem programação fechada, sem ter que fazer peças que não te interessam, tudo no seu tempo e no seu ritmo. Vale a pena procurar alguém ofereça aulas na sua casa.

Se você morar pelo centro ou Zona Oeste, pode falar com a Nayara, minha prof mara. O telefone dela é (11) 98733-4798. Ela pode dar aulas no ateliê dela que fica no Butantã, ou ir até a sua casa.

Eu estou amando ter aula particular e acho que, até agora, foi o que funcionou melhor pra mim. As aulas custa 60 Golpinhos de você for até o ateliê dela e 75 Golpinhos para ela ir até a sua casa. Cada aula tem 4h de duração e dá pra fazer bastante coisa!

Espero que vocês tenham curtido o post e se animem para aprender a costurar porque fazer as nossas próprias roupas é muito amor!

Me tornar independente em relação à moda tem sido muito importante no meu amadurecimento – mudou minha personalidade, meu jeito de consumir e até mesmo o que eu espero do futuro. Uma transformação profunda mesmo, mas isso já é assunto para outro post! 😉

 

 

Para acompanhar tudo do blog:
Facebook ♥ Pinterest ♥ Instagram Youtube 

2
  • Compartilhe  →

Magnolia Bakery (dos Cupcakes de Sex And The City) chega ao Brasil

Posted on

magnolia bakery jardins Já tem endereço e data de estreia a Magnolia Bakery no Brasil! O paraíso dos cupcakes de Carrie Bradshaw vai funcionar na esquina da rua Haddock Lobo com a alameda Lorena, no bairro dos Jardins, em São Paulo.

A inauguração será logo depois do Carnaval e a loja terá todos os famosos bolinhos que fazem sucesso em NY  e mais alguns sabores brasileiros que foram especialmente adicionados ao menu.

O espaço terá cerca de 20 lugares. Bancos, móveis, vitrines e displays vieram dos Estados Unidos, para manter a decoração e a experiência do cliente exatamente igual à matriz do West Village.

Agora mandando um sincerão: O famoso Red Velvet da Magnolia Bakery nem é essas coisas todas. Em NY eu enlouqueci com o lugar muito mais pelas memórias de Sex And The City do que pelo sabor dos bolinhos. Até porque a doceria fica do lado do prédio que serviu de locação para a casa da Carrie ♥ Agora, o banana pudding, esse sim, vale a experiência!

Magnolia Bakery no Brasil Quando vocês virem esse potinho, podem se jogar COM VONTADE que é dos deuses! Para ler a matéria sobre o tour Sex And The City que eu fiz em Nova Iorque é só clicar aqui.

Poderíamos juntar umas fãs de SATC e fazer um encontrinho do Salto Agulha lá… Que tal?

via GIPHY

2
  • Compartilhe  →

Brunch de sábado: Faire La Bombe

Posted on
Faire la bombe E nasce uma tag nova no blog!  ♥

Acho que já falei pra vocês – no post sobre a decoração do meu escritório – que eu e meu namorado trabalhamos em casa and trabalhamos juntos, né? (Temos uma consultoria de conteúdo para Internet, contrata a gente aqui ó 🙂 )

Durante a semana, nós seguimos um cronograma fixo de trabalho, para poder dar conta de todos os clientes. São vários sites/blogs/Instagrams/Facebooks para fazer pauta, layouts, textos, vídeos, fotografia e postagens. Então tem que ser tudo organizadinho.

E aí usamos o sábado para fazer uma reunião de briefing e discutir novas ideias. Para ter o compromisso de fazer essa reunião toda semana, nós instituímos o “Brunch de Sábado”. Assim, todo sábado a gente vai tomar café num lugar diferente, para conhecer uma coisa nova e ter essa reuniãozinha.

E tem sido muito legal porque comida gostosa e lugares interessantes estimulam demais a criatividade! 

faire la bombe

Como eu tenho descoberto cafés da manhã e brunchs incríveis em São Paulo, achei que seria legal unir essa minha obrigação de sábado ao blog, falando toda semana sobre um lugar diferente para fazer um belo brunch!

Vamos lá?

O de hoje foi na Faire La Bombe, uma patisserie especializada em bombas recheadas, a famosa éclair francesa 

Eu já conhecia o Faire La Bombe pela deliciosa bomba de blueberry que eu sempre passo lá para comprar. Mas nunca tinha ido tomar café da manhã. Eles servem o café a partir das 9h30 e têm vários combos com bombas salgadas, pães de queijo, pão na chapa, café, sucos, frutas e iogurte.

IMG_6953

Preferimos não pegar nenhum dos combos, porque queríamos provar umas bombas especiais que não estavam neles.

Brunch la bombe

Eu pedi uma bomba com recheio de brie e cobertura de geleia de damasco…

cafe faire la bombe e Carlos pediu uma com queijo Gruyère e presunto:

la bombe cafe da manha

Depois foi a vez de escolher algumas das deliciosas bombas doces da casa (a nossa preferida é a de blueberry, já falei né? Mas nunca é demais enfatizar porque ela é incrível!)

IMG_6963

bomba de blueberry

IMG_8209 Também não posso deixar de dizer que o lugar é uma gracinha, com uma atmosfera francesinha fofa e um cheiro de baunilha que começa a te seduzir do outro lado da calçada!

Vale a pena conhecer 😉
Rua dos Pinheiros, 223, Pinheiro São Paulo
Telefones:  (11) 2628-7667 e  (11) 4563-7664
1
  • Compartilhe  →

Recuperando os cachos: A correção de cor das minhas mechas

Posted on

Quem acompanha o blog já deve estar cansado de me ouvir reclamar do cabelo. Desde o final do ano passado [quando fiz essa cagada] nunca mais consegui deixar o meu cabelo cacheado com aspecto natural, do jeito que ele era antes 🙁

[Resumo para quem só chegou agora: fui fazer mechas como faço sempre, mas o cabeleireiro errou e me deixou quase platinada. Voltei lá, ele tentou arrumar fazendo umas mechas escuras, que logo desbotaram e o cabelo virou uma imensa massa disforme amarelada]

Eu tenho poucos haters nesse mundo inóspito da internet e as pessoas que me seguem são sempre tão queridas, que são só elogios. Até com esse cabelo cagado, a maioria dos comentários que recebi foi que eu estava exagerando e que não estava tão feio assim. Mas, sério, esse cabelo estava ACABANDO COM A MINHA VIDAAAAA.

Tudo que eu vestia achava feio por causa do cabelo, não queria me maquiar porque nada combinava com essa aura amarelada em torno da minha cabeça, nada ficava bom com essa merda. Fora que a raiz escura estava super marcada, o que me deixava sempre com cara de oleosa. Os fios amarelados secavam logo e a raiz parecia sempre molhada, uma coisa nojenta.

Para foder tudo de vez, o cabelo não cacheava DE JEITO NENHUM. Fiz mil hidratações e reconstruções e nada tirava esse aspecto esfarelados dos fios.

Desde que aconteceu esse “acidente” colorístico, eu pesquisava e procurava alguém que pudesse resolver pra mim. Nessas pesquisas, li sobre uma colorista no blog Cachos e Fatos e me animei com o depoimento que a Sabrinah deu sobre o trabalho dela.

A profissional é Josy Rocha, que atende no Studio Lorena. Adicionei a moça no whatsapp e conversei mais de um mês com ela, tomando coragem e rezando pra que ela conseguisse arrumar meu cabelo. No dia marcado ela conversou ainda mais comigo, me deixou super segura e propôs fazer dois tipos de mechas: algumas da cor do meu cabelo, para que os fios voltassem a ter o contraste que eu gosto e que havia sido perdido; e algumas mechas claras mais próximas à raiz, para amenizar essa raiz escura super marcada que dava um aspecto de cabelo oleoso.

Gente, eu AMEI o resultado! Voltai a viver, sério. Olha o drama – mas é a mais pura verdade.

Sente o drama do antes e depois:

mechas cabelo cacheado

cabelo cacheado com mechas Josy é uma excelente profissional, mas isso não bastava. Até porque o profissional que fez essas mechas-desgraça também é incrível, sempre cuidou das minhas mechas e nunca errou. But… merdas acontecem!

Então foi um processo difícil relaxar e acreditar que ia dar certo rs. Mas no fim ficou do jeitinho que eu queria. A referência que eu dei pra ela foi essa foto aqui, com mechas suaves e fundo mais escuro. Eu amava meu cabelo assim ♥

10986092_1579380548941557_24652905_n

A coloração eu já resolvi, agora faltam esse cachinhos que se perderam no meio desse monte de química 🙁

Mas já estou beeeeem feliz com a nova cor e sinto que isso está ajudando a formar os cachos. Não sei se faz sentido, mas senti que as mechas que receberam o pigmento de volta perderam o aspecto esfarelado e algumas estão onduladas e outras até cacheadas!

mechas em cabelo cacheado IMG_9776 Para as cacheadas de São Paulo que querem uma pessoa para colorir seus caracóis com MUITA responsabilidade, recomendo demais o trabalho da Josy.

Como sei que vocês vão perguntar se é caro, digo logo: Não é. É justo, pelo trabalho de uma colorista profissional. Paguei R$ 450,00 e – TODOS CHORAM NESSA PARTE – havia pago o dobro em Natal por essa coloração horrorosa que arruinou a minha vida.

Quédizê…

 

SERVIÇO:

Josy Rocha – Studio Lorena (Alameda Lorena, 1998)

Telefones: (11) 3016 8899 / (11) 96899 2912

18
  • Compartilhe  →

Que tal ver os designers da Hermés trabalhando AO VIVO em São Paulo?

Posted on

São Paulo é uma cidade que oferece tantos programas interessantes ao mesmo tempo, que muitos passam batido. Não é raro eu ficar sabendo de uma exposição já no fim ou até mesmo depois de ter acabado.

E isso quase ia acontecendo de novo. Soube do Festival des Métiers na segunda-feira e na terça corri pra lá, já que o evento acaba no próximo domingo, dia 08/06. OU SEJA, se você está lendo isso agora e mora em São Paulo, corra pra o Museu de Arte Brasileira da FAAP!

Mas eu falei isso tudo e não contei o que é esse Festival des Métiers...

A FAAP tem um núcleo bem forte de estudos de moda e design e trouxe o festival para que os alunos pudessem ter contato com o trabalho dos designers da Hermés, uma das marcas mais famosas do mundo, que tem esse status justamente pelo trabalho minucioso e exclusivo que desenvolve há mais de um século.

A Hermés começou em 1837 em Paris, produzindo selas e arreios para cavalos. Depois passou a confeccionar outros itens em couro e hoje a marca é a mais pura tradução do que é luxo: peças produzidas em pequenas quantidades, com muito esmero, feitas uma a uma e, claro, com valores altíssimos.

Na exposição aqui em São Paulo os visitantes podem ver vários desses artigos de luxo sendo feitos ao vivo. Podem tocar, perguntar, participar, entender o processo e sair achando que, com o trabalho que dá, nem é tão caro assim pagar 20 mil numa bolsa (mentira, é caro sim, mas eu fiquei tão encantada com o trabalho dos artesãos que estou achando os preços até ok. Afinal, alguns lenços de seda podem levar até dois anos para ficarem prontos, como vou mostrar a seguir)

A primeira peça que parei pra ver foi a bolsa Kelly. Ela tem esse nome em homenagem à Grace Kelly, que era amante incondicional do modelo.

Uma Kelly Bag leva cerca de 18 horas para ser montada. Uma coisa que me deixou surpresa é que ela é toda costura à mão! Em momento nenhum tem uma máquina ajudando ou acelerando o processo.

Quando cheguei lá o artesão estava com várias peças de couro, que pareciam pedaços de tecido, e começou a montagem da bolsa. É tudo muito minucioso e o controle de qualidade é super rígido. Em vários momentos ele ficava lá passando a lixa e eu pensando “gente isso já tá ótimo, já pode parar” mas o cara tem um olho treinadíssimo para imperfeições e nenhuma pode passar.

bolsa kelly hermés hermés em são Paulo Ela é tão bem costurada, à mão, vou dizer de novo, que no final, depois que tudo se encaixa, parece que ela foi “colada” ou sei á o que. A costura é discretíssima e os acabamentos são surreais de tão perfeitos.

Depois de ver uma das bolsas mais famosas do mundo sendo feita na minha frente, eu já estava bem admirada com o talento de quem consegue pegar uma matéria prima do zero e transformar em algo tão lindo.

Mas aí fui ver como são feitos os lenços e, minha gente, é de chorar!

IMG_8642 IMG_8635

O trabalho começa com um designer freelancer, que desenvolve uma estampa para a Hermés. Ele entrega o desenho num papel e essa moça que está trabalhando na foto faz um trabalho dificílimo: ela passa o desenho do designer para os fotolitos que vão ser usados na impressão da seda.

Ela tem que redesenhar com perfeição todos os detalhes e nuances da estampa original. E para ter a precisão de cores e detalhes da estampa, ela faz até 39 telas. Esse trabalho demora cerca de 700 horas. SETECENTAS HORAS, meu bem. Se você trabalhar oito oras ininterruptas nisso dá quase 3 meses de trabalho! Isso para fazer a estampa de UM LENÇO.

Outra coisa incrível foi ver a montagem de um relógio e também o trabalho de uma ourives que estava fazendo um bracelete cravejado de diamantes minúsculos, usando um microscópio.

A precisão do trabalho dessa moça era incrível! E ela nos convidou para olhar a peça através do microscópio e ter a visão que ela tem na hora de trabalhar. Foi a primeira vez que eu vi diamantes no microscópio 🙂

IMG_8672 IMG_8675 IMG_8659 IMG_8656

IMG_8632

Dá pra ver que meu olhinho tava brilhando?  Fiquei muito emocionada com tudo aquilo. Deve ser porque não sei fazer nada nessa vida que eu acho a coisa mais linda do mundo que saber costurar/bordar/pintar/desenhar… FAZER coisas. É mágico pegar um pedaço de couro e transformar isso num objeto. Queria demais ter esse dom!

Se você também quer ver isso de pertinho, corre que ainda dá tempo! O Festival des Métiers fica até o domingo, dia 07/06, no Museu de Arte Brasileira da Faap, na rua Alagoas, 903, Higienópolis.  A entrada é gratuita!

Mais informações no site do evento.

0
  • Compartilhe  →