Tudo sobre as minhas mechas – Como pintar o cabelo sem perder os cachos

Posted on
cachos com mechas

Sim, é possível! Depois do trauma com aquelas mechas que deram errado e alisaram meu cabelo, eu sou bem cagona na hora de pintar o cabelo. A última vez que eu tinha mexido na cor foi quando encontrei a Josy aqui em São Paulo – uma colorista maravilhosa, que corrigiu parte do problema das mechas que deram errado (tem post aqui). Isso foi em 2015  eu estava há quase 2 anos com o cabelo totalmente natural!

E sinceramente não gosto da cor natural do meu cabelo. Ele fica sem volume, sabe? O cabelo todo de uma cor não tem profundidade nem contraste e aí parece que eu tenho menos cabelo, fica uma coisinha murcha quando meu sonho era ter uma juba enoooorme \o/

Aí fui lá fazer minhas amadas mechas, com a câmera – e o coração – na mão. No final deu tudo certo, os cachos não alisaram e eu to amando a cor do meu cabelo.

O processo começou com a aplicação de um produto para proteger os fios:

mechas sem estragar os cachos Usamos uma linha da Schwarzkopf  chamada Fibreplex que é específica para mechas (da próxima vou pedir outra marca só pra não ter que procurar esse nome no Google cada vez que tiver que escrever kkkkkk). Essa linha protege o fio em todas as etapas da coloração e eu senti uma diferença gigante no cabelo com ela. Não ficou áspero, nem elástico, nem poroso. Foi incrível!

O método utilizado foi o velho papelote. Eu amo o efeito das mechas assim quando a profissional é boa e sabe como escolher a quantidade e a localização das mechas!

Ela vai aplicando o descolorante de acordo com a região a ser clareada. Em algumas partes ela coloca uma mistura mais intensa e deixa mais tempo pra abrir mais, em outras ela quer um efeito mais suave… É por isso que eu simplesmente não tenho resposta para a pergunta que recebo todos os dias aqui: Qual a cor usada no seu cabelo? Não tem cor, gente! Ou melhor, tem química aí agindo na descoloração em vários tons, para criar esse efeito 🙂

Essa máquina aí da foto de cima é tipo uma grelha de churrasqueira que fica se movendo em torno da sua cabeça para esquentar e acelerar o processo hahahaha

mechas luzes cachos Depois que o cabelo abriu o tanto que precisava, fomos para o lavatório, onde ela colocou um tonalizante pra dar uma apagada na raiz e dar um efeito mais natural ao look. Isso é maravilhoso porque o cabelo vai crescendo e não fica feio, não preciso correr para retocar as mechas. Fica sempre um aspecto natural babadeiro!

como pintar cabelo cacheado

Depois ela aplicou a última parte do kit Fibreplex, que é tipo uma hidratação que você faz logo após tirar a tinta. Na hora o cabelo já fica molinho e bem hidratado!

E o resultado final…
mechas em cabelo cacheado cachos com mechas loiras No dia seguinte eu fiz outra hidratação em casa, usando a Moi Moi da Lanza. Em seguida comecei um cronograma alternando nutrição e hidratação e aí os cachos ficaram ainda mais lindos. Acho que está mais cacheado agora do que antes de pintar! 🙂

Ou seja, super dá pra ter os cachos da cor que você quiser – basta cuidar direitinho e encontrar um(a) colorista que seja MUITO INCRÍVEL no que faz.

Estou preparando um vídeo com o passo a passo para cuidar do cabelo pós coloração. Já se inscreve aí no canal do Youtube pra não perder nada! www.youtube.com/saltoagulhablog 🙂

Eu pintei com a Josy, no Studio Lorena, aqui em São Paulo. Fica na Alameda Lorena, 1998 e o telefone de lá é (11) 3016-8899. No meu cabelo o serviço custou R$ 600,00. Mas cada cabelo é diferente e você precisa conversar com eles pra saber o valor do seu 🙂

Espero que vocês tenham gostado – das mechas e do post!

 

Para acompanhar tudo do blog:
Facebook ♥ Pinterest ♥ Instagram Youtube 

 

6
  • Compartilhe  →

Recuperando os cachos: A correção de cor das minhas mechas

Posted on

Quem acompanha o blog já deve estar cansado de me ouvir reclamar do cabelo. Desde o final do ano passado [quando fiz essa cagada] nunca mais consegui deixar o meu cabelo cacheado com aspecto natural, do jeito que ele era antes 🙁

[Resumo para quem só chegou agora: fui fazer mechas como faço sempre, mas o cabeleireiro errou e me deixou quase platinada. Voltei lá, ele tentou arrumar fazendo umas mechas escuras, que logo desbotaram e o cabelo virou uma imensa massa disforme amarelada]

Eu tenho poucos haters nesse mundo inóspito da internet e as pessoas que me seguem são sempre tão queridas, que são só elogios. Até com esse cabelo cagado, a maioria dos comentários que recebi foi que eu estava exagerando e que não estava tão feio assim. Mas, sério, esse cabelo estava ACABANDO COM A MINHA VIDAAAAA.

Tudo que eu vestia achava feio por causa do cabelo, não queria me maquiar porque nada combinava com essa aura amarelada em torno da minha cabeça, nada ficava bom com essa merda. Fora que a raiz escura estava super marcada, o que me deixava sempre com cara de oleosa. Os fios amarelados secavam logo e a raiz parecia sempre molhada, uma coisa nojenta.

Para foder tudo de vez, o cabelo não cacheava DE JEITO NENHUM. Fiz mil hidratações e reconstruções e nada tirava esse aspecto esfarelados dos fios.

Desde que aconteceu esse “acidente” colorístico, eu pesquisava e procurava alguém que pudesse resolver pra mim. Nessas pesquisas, li sobre uma colorista no blog Cachos e Fatos e me animei com o depoimento que a Sabrinah deu sobre o trabalho dela.

A profissional é Josy Rocha, que atende no Studio Lorena. Adicionei a moça no whatsapp e conversei mais de um mês com ela, tomando coragem e rezando pra que ela conseguisse arrumar meu cabelo. No dia marcado ela conversou ainda mais comigo, me deixou super segura e propôs fazer dois tipos de mechas: algumas da cor do meu cabelo, para que os fios voltassem a ter o contraste que eu gosto e que havia sido perdido; e algumas mechas claras mais próximas à raiz, para amenizar essa raiz escura super marcada que dava um aspecto de cabelo oleoso.

Gente, eu AMEI o resultado! Voltai a viver, sério. Olha o drama – mas é a mais pura verdade.

Sente o drama do antes e depois:

mechas cabelo cacheado

cabelo cacheado com mechas Josy é uma excelente profissional, mas isso não bastava. Até porque o profissional que fez essas mechas-desgraça também é incrível, sempre cuidou das minhas mechas e nunca errou. But… merdas acontecem!

Então foi um processo difícil relaxar e acreditar que ia dar certo rs. Mas no fim ficou do jeitinho que eu queria. A referência que eu dei pra ela foi essa foto aqui, com mechas suaves e fundo mais escuro. Eu amava meu cabelo assim ♥

10986092_1579380548941557_24652905_n

A coloração eu já resolvi, agora faltam esse cachinhos que se perderam no meio desse monte de química 🙁

Mas já estou beeeeem feliz com a nova cor e sinto que isso está ajudando a formar os cachos. Não sei se faz sentido, mas senti que as mechas que receberam o pigmento de volta perderam o aspecto esfarelado e algumas estão onduladas e outras até cacheadas!

mechas em cabelo cacheado IMG_9776 Para as cacheadas de São Paulo que querem uma pessoa para colorir seus caracóis com MUITA responsabilidade, recomendo demais o trabalho da Josy.

Como sei que vocês vão perguntar se é caro, digo logo: Não é. É justo, pelo trabalho de uma colorista profissional. Paguei R$ 450,00 e – TODOS CHORAM NESSA PARTE – havia pago o dobro em Natal por essa coloração horrorosa que arruinou a minha vida.

Quédizê…

 

SERVIÇO:

Josy Rocha – Studio Lorena (Alameda Lorena, 1998)

Telefones: (11) 3016 8899 / (11) 96899 2912

18
  • Compartilhe  →

E quando a coloração dá errado?

Posted on

Esse é um daqueles momentos em que tá tudo uma merda mas você pensa “eu ainda vou rir disso um dia” 😛

Muita gente (mas MUITA gente mesmo) me pergunta sobre as minhas mechas. Quantos tons de coloração eu uso para ter esse efeito, como faço para ficarem tão naturais, como chego a esse resultado, etc.

Eu uso mechas no cabelo há quase 3 anos, desde que saí do ruivo para chegar a essa cor –  que acho a mais prática do universo. Retoco as mechas – em média – a cada seis meses. Mas já passei quase um ano sem retoque e o cabelo não ficou feio. Ficou um ombrè lindo, por sinal. Por isso acho as mechas tão práticas e de fácil manutenção.

Sempre faço com a mesma pessoa, que é o único profissional em quem confio para ter esse resultado que eu amo. Ele consegue esse efeito que eu gosto fazendo mechas de várias espessuras diferentes e esfumando a raiz. Assim fica bem natural e com cara de que foi clareando aos poucos, com as minhas idas à praia (#sóquenão já que eu tenho maior preguiça de praia kkk).

Mas, por um desses acasos da vida, dessa vez não funcionou. Ele abriu MUITAS mechas e o meu cabelo ficou quase que completamente platinado. MUITO loiro mesmo. Quando eu cheguei em casa, com o cabelo escovado, percebi que aquilo não ia prestar cacheado. Ficou tudo muito loiro/branco e não ia dar esse efeito de claro/escuro das mechas, que fazem o cabelo parecer mais volumoso e eu acho lindo.

Para vocês entenderem melhor, eu queria o cabelo assim:

cabelo cacheado com mechas

Essa é uma foto do ano passado, quando eu fiz a mechas que mais amei! Tinha muito loiro, mas ainda assim tinha uma parte considerável de cabelo virgem e, no geral, não ficou tudo tão ressecado como ficou agora.

Voltando à história… O cabelo ficou super loiro platinado e eu voltei lá no dia seguinte para arrumar. Então ele fez o processo inverso: puxou umas mechas escuras, para dar o contraste que eu queria.

O problema é que, claro, essas mechas escuras nunca iriam ficar da cor natural do meu cabelo. Elas ficaram um marrom meio avermelhado, que me lembra muito o período em que eu tentava me livrar do ruivo.

Outra coisa péssima foi que, como grande parte do cabelo foi descolorida, os cachos sumiram. Fiz uma reconstrução e duas hidratações desde o dia que pintei (há 4 dias, tô hidratando todo dia kkk), deu uma melhorada no aspecto geral e eu tomei coragem de fotografar e mostrar pra vocês …

a

b

c

d

Da última quinta-feira pra cá eu já chorei, já pensei em mandar carta pedindo ajuda pro luciano huck, já ouvi as pessoas olharem pra mim e comentarem “nossa, ficou bastante loiro né?”, já ouvi meu namorado tentar me consolar 78595030 vezes dizendo que está lindo, já vi minha avó – que sempre me acha linda – olhar pro meu cabelo com cara “WTF?”, já corri atrás de cremes pra hidratação, já virei a internet do avesso lendo sobre cronograma capilar, já pensei em pitar todo de castanho e começar do zero e – olha o desespero! – já pensei em jogar um vermelho aí por cima (mas já tirei essa ideia de jerico da cabeça).

O fato é que ele deu uma melhorada com as duas hidratações da Joico e com a reconstrução da L’Oreal. A sorte é que eu tenho produtos bons em casa e peguei também uns emprestados com a minha irmã.

Quanto à cor, eu já desencanei. Não gosto desses reflexos avermelhados, mas fazer o quê… Vamos acostumar e curtir o novo look. É chato ter gasto grana num cabelo que eu esperava uma coisa e ficou outra. Mas fazer o quê? O jeito é se acostumar com a nova cor e corrigir nas próximas, quando o cabelo crescer um pouco e estiver mais forte.

Mas o que está me incomodando muito é esse aspecto ressecado e espigado, por causa do tanto de cabelo que foi descolorido. Uma coisa meio Shakira, que fica muito lindo numa pop star. Uma coisa meio boho-sou-hippie-descolada-tô-nem-aí-pra-hidratação. Isso funciona na Shaki, na Beyoncé, nas divas que ficam lindas com cabelo detonado. Mas em mim, simples mortal, só me deixa com cara de cafuçu.

Eu até tinha feito um vídeo do processo das mechas, mas acho que nem vou postar. Tem uma explicação bem bacana do meu cabeleireiro falando como fazer para ter o efeito que eu gosto, mas quando ele tira os papelotes está tudo tão branco que nem rola usar essas imagens. Eu continuo amando o trabalho dele, claro, mas não foi um dia bom e acho que não rola usar essas imagens para ilustrar o estilo de mechas que eu curto. Vou ficar devendo esse vídeo e, quem sabe, consigo fazer de novo daqui a algum tempo.

Agora vão pintar muitos posts por aqui sobre como recuperar o cabelo pós-química. Eu sempre achei muito fácil lidar com meu cabelo, fazia de tudo nele e nem tratava. Esse erro de coloração agora me deu uma sacudida. Acho que é o universo dizendo “fia, você não é a Beyoncé. Nunca entre num salão achando que a partida está ganha, seja humilde, vá devagar , por mais fácil que seja o seu picumã, merdas acontecem” 😛

É isso, gente. Agora preciso parar de escrever porque vou ali fazer mais uma reconstrução. A gente se vê em 2015, bombando com o cronograma capilar \o/

Beijos!

22
  • Compartilhe  →

Ano novo, cabelo novo! #Parte4 – Ficando LOIRA

Posted on

Para entender esse post vale dar uma olhada nas etapas anteriores do processo: parte 1, parte 2 e parte 3.

E como eu falei anteriormente, meu objetivo é ficar loira e com o cabelo comprido, como eu usava aqui.

Como eu era ruiva (olha aí à direita na foto do blog, vou ter que mudar agora! rs) o processo é delicado e não pode ser muito rápido.

Depois de ficar morena eu já havia feito umas mechinhas bem discretas, só pra tirar o aspecto Mortícia Adams.

Estava assim:

Lá no Chic Coiffeur vocês já sabem que toda tintura é feita com o Hair Size – o sistema que mede tudo com precisão, evitando desperdício e não deixando você se expor à química desnecessariamente 😀

Aqui mostrei bem direitinho como funciona o Hair Size.

Medindo o cabelo…

Na minha ficha ficam todos os meus dados anotados.

Assim é possível acompanhar o cescimento do cabelo e saber por exemplo quanto ele cresceu, se aumentou ou diminuiu o volume e mais uma série de coisas.

O pó descolorante e a água oxigenada também são medidos para que seja usado somente o necessário…

Depois de uma longa espera, eis que surgem as mechas…

A parte mais próxima da raiz – onde o cabelo era virgem – acabou ficando muito clara, e vamos escurecer mais um pouquinho no sábado, para dar um ar mais “natural” rs.

Mas já adorei o resultado!

A iluminação artificial acaba fazendo com que a cor varie de uma foto pra outra.

Na luz do banheiro aqui em casa, que é mais azulada, olha como fica diferente das fotos que fiz no salão:

Vou tirar umas fotos com luz natural amanhã pra mostrar a cor com mais exatidão, hehehe.

E aí, curtiram? Ou acham que eu deveria permanecer morena? 😀

 

 

12
  • Compartilhe  →