A única coisa necessária é o supérfluo

Posted on

penteadeira_retrô A frase do título não é minha, a internet credita a sentença a Oscar Wilde, mas ela define bem os meus últimos dias e a felicidade que eu sinto cada vez que entro no meu novo apê cheio de coisinhas (in)úteis.

Já se passou mais de um mês desde o meu último post, quando eu falei que ia ficar “umas duas semanas” sem atualizar o blog. Shame on me! Mas a volta dos Estados Unidos foi beeeeem movimentada. Pra vocês terem ideia, só agora estou desfazendo as malas!

Acontece que a casa onde eu morava junto com duas amigas queridas aqui em SP vai ser vendida e a gente tinha que sair de lá. Como eu estava fora do país, tive bem pouco tempo pra achar o meu cafofo novo. Daí a correria toda que foi.

Meu namorado veio de Natal para me ajudar a achar “O apê” e a gente – que acabou virando sócio também nesses últimos dois anos – vai morar junto agora.

Nós queríamos um apartamento em Pinheiros, bairo onde eu já morava, com pelo menos dois quartos (pra poder ter um escritório já que vamos fazer muito home office), uma sala grande para fazer fotos e vídeos pro blog, um piso de taco bem bonito, uma cozinha que coubesse mais de uma pessoa cozinhando, banheiro novo, uma área de serviço grande o suficiente para eu não me sentir sufocada e tudo isso por um aluguel que não custasse dois rins.

Difícil em São Paulo, né?

Mas tudo dá certo de um jeito tão inacreditável na minha vida, que o primeiro apartamento que a gente viu juntos era tudo isso e é nele que estou morando há – muito felizes – 6 dias! Ainda falta muita coisa e a geladeira, por exemplo, só chegou hoje! Passamos os últimos dias pegando gelo na casa de uma amiga e usando um mini isopor como geladeira, mas está sendo uma delícia!

Posso passar os próximos 10 anos rezando e agradecendo como tudo tem dado certo e ainda não vai ser suficiente pra tanta coisa boa! 😀

Uma lição que aprendi (ok, não devo ter aprendido ainda porque vou repetir isso outras vezes na vida) é não me desesperar antes do tempo. Antes do meu namorado chegar em São Paulo, no dia seguinte à minha chegada dos EUA, saí pra ver uns apês sozinha e vi dois lugares péssimos. Pronto. Isso foi suficiente pra  me fazer chorar uma noite inteira achando que não ia encontrar um lugar legal pra morar rs. DRAMA QUEEN!

Mas agora está tudo bem e volto ao título do post. Não tenho fogão ainda, nem mesa, nem sofá… Mas tenho uma penteadeira linda, uma vitrola azul Tiffany, uma Lomo e um monte de brinquedo que trouxe da Disney. E não tem nada que me faria mais feliz dentro de uma casa do que esse monte de frescura. Porque são essas inutilidades que traduzem quem a gente é de verdade e isso é tão lindo!

Você pode olhar pra uma máquina de lavar e tentar falar sobre o dono dela. Tarefa difícil, né? Mas olha pra uma penteadeira amarela dos anos 20, com puxadores de porcelana e cor vibrante… Não é bem mais fácil imaginar como é a pessoa que comprou aquilo?

Então aqui, no café do lado de casa (já que o apezinho não tem internet ainda), eu tive vontade de escrever esse post e exaltar a importância dos supérfluos.

E da próxima vez que você quiser comprar algo que as pessoas acham “inútil”, mande um belo foda-se e compre aquilo que vai ser a coisa mais útil do mundo pra você!

 

0
  • Compartilhe  →

Casa Aberta, um blog de decoração diferente – e muito legal!

Posted on

 

Sabe quando você compra um monte de revista de decoração e passa horas em sites vendo casas maravilhosas, em busca de inspiração para transformar  a sua?

Eu vivo fazendo isso, ainda mais depois que mudei pra SP e estou decorando meu cantinho aqui do zero (a única coisa que tinha aqui era um guarda-roupas, o resto foi tudo by Vivane Decorações :P)

É super legal ficar vendo fotos de casas incríveis nesses sites e revistas, mas, ao mesmo tempo, bate aquela deprê quando a gente vê os preços das coisas e o quanto é impossível manter uma casa com cara de “doce lar de revista” quando alguém de fato mora nela e cozinha, lava roupa, recebe amigos, tem cachorro, um monte de livro e objetos com vida própria que caminham para fora dos armários.

O fato é que as casas de revista são milimetricamente arrumadas, lindas e cheias de objetos que custam mais que nossos rins no mercado negro. E aí rola aquela expectativa x realidade e a gente acaba não conseguindo se inspirar de verdade nessas lugares.

Mas, eis que no maravilhoso mundo da internet alguém teve a ideia de fotografar casas de pessoas “de verdade”, cheias de objetos e situações “da vida real”.

O site Casa Aberta traz fotografia lindas das casas das pessoas. Os mais variados estilos – algumas bem arrumadonas, até com cara de revista, outras super simples mas inexplicavelmente lindas. Todas com um tiquinho (ou um tantão) das personalidades dos donos.

As fotos das casas são precedidas das fotos dos donos e é super legal ver como os ambientes têm muito das pessoas que o constroem.

Dá pra tirar várias ideias bacanas e copiar como uma cabeceira de post-it, garrafas antigas que ganham novo uso, um jeito diferente de pintar a parede…

Enfim, o site vale muito a visita. Os donos das casas também escolhem uma playlist para publicar junto com as fotos. Tudo muito maravijoso.

Estou simplesmente viciada nesse site e muito mais empolgada para terminar a decoração do meu quarto/home office 🙂

Ficou curioso? Vê aí algumas “casas abertas” que eu mais gostei…

Fabiana Henrique e Fabrício Rodrigues. Jornalistas, moram em Florianópolis.

 

Danilo Guerra, mora em Belo Horizonte.

 

Mayara Leão, designer de acessórios. Mora em Belo Horizonte.

 

Andreia e Lana.Ela designer, ele jornalista. Moram em SP.

 

Lucas Avila, Jornalista. Mora em Belo Horizonte.

Para ver tudo vai la no http://www.casaaberta.net/

😉

7
  • Compartilhe  →

Fofuras para Festas Juninas

Posted on

Eu estou apenas MORTA de vontade de ir para uma festa junina.

Ontem postei no Instagram uma foto do ano passado, quando fiz uma matéria para a Tribuna do Norte ensinando a receita da canjica de Sônia e Mílvia – as doceiras que fazem uma canjica que é sucesso total em Natal.

E como a vontade de comidinhas de São João só aumenta, fui pesquisar receitinhas e acabei encontrando muita coisa fofa e com uma carinha deliciosa.

O mais legal é “vestir” as receitas com a estética de festa junina. A decoração é muito importante! E bem fácil de fazer.

Olha essa bandeirinhas de são joão… amei o tecido com estampa de Matrioska! Para deixar a festa junina com uma cara “fashion”  super rola fazer bandeirinha com tecidos diferentes, como estampas de caveiras por exemplo, e misturar a chita tradicional …

Pipoca é o troço mais fácil de fazer do mundo e fica linda na decoração. Olha algumas ideias…

Enrolar as paçoquinhas em papel colorido dá um afeito bem bacana …

“Vestir”  qualquer coisa com chita é válido. Olha como fica lindo!

E olha essas mesas!!!

Palha de milho para fazer flores …

E o milho também dando forma aos docinhos…

E esses docinhos de Santo Antônio? Awn <3

Gente, tem muita coisa linda por aí pra se inspirar! Já pode começar o arraiá? 🙂

3
  • Compartilhe  →

Descobrindo São Paulo: Onde comprar puxadores

Posted on

Quando fui comprar minha penteadeira, ela estava sem os puxadores das gavetas e a moça da loja perguntou se eu tinha puxadores que queria colocar, ou se ela deveria colocar os normais, que a loja usa na maioria dos móveis.

Disse que não tinha puxadores ainda e que queria comprar uns bem bonitos, de preferência de porcelana. Mas expliquei que nunca encontrava do jeito que eu queria.

Aí a moça deu uma dica maravilhosa: A rua Paes Leme!

Fica aqui em Pinheiros mesmo, seguindo na Teodoro Sampaio você passa a Faria Lima e chega lá. A rua inteira é só de lojinhas que vendem puxadores. De todos os tipos, formatos, cores e tamanhos!

Olha alguns que gostei e fotografei…

A variedade é tanta que fica difícil escolher qual levar =/

Fiquei super em dúvida entre os dois primeiros lá de cima, mas acabei trazendo só o das flores azuis.

E o preço é bem bom, cada puxador custa entre R$ 5 e R$ 12,00.

Os meus escolhidos:

Ficaram a coisa mais linda do mundo na minha penteadeira amarela 😀

Depois vou fazer um post com ela arrumadinha e como está ficando o quarto com a nova decoração ♡

 

12
  • Compartilhe  →

Descobrindo São Paulo: O paraíso das penteadeiras!

Posted on

Gente, como o tempo voa!

Faço uso desse que é o clichê dos clichês para contar que finalmente comprei uma linda penteadeira art decó pro meu quarto ♥

E porque estou falando de tempo? Bem, porque fui olhar aqui nos arquivos do blog de quando era aquele post onde comecei a querer e procurar uma penteadeira, e ele tem DOIS ANOS já!!! Fiquei chocada como passou tão rápido.

Então, senta que lá vem a história…

Comecei, naquele tempo, a procurar uma penteadeira para chamar de minha. Olhei em todas as lojas de móveis de madeira em Natal. Como não encontrei, fui atrás de quem fizesse. Achei um senhor lá na Cidade da Esperança que fazia, mas estava doente do joelho (ou algo assim, não lembro bem) e não estava trabalhando. Ia demorar uns meses para voltar.

Procurei na internet alguém vendendo, querende se desfazer de alguma peça parecida… Nada!

Daí desencanei por um tempo, até que me mudei pra São Paulo e vim morar onde???? Na esquina da Cardeal Arcoverde, que é uma rua inteirinha de móveis antigos, principalmente PENTEADEIRAS 😀 😀 😀

A rua inteira tem lojas de móveis e antiguidades. Mas a parte mais interessante – para quem procura penteadeiras – é a parte perto do Cemitério São Paulo.

As lojas são bem apertadinhas, os móveis ficam entulhados uns sobre os outros. É meio claustrofóbico, mas uma delícia! Só os ratos de brechó e de antiquário entenderão a delícia que é!

Daí você se mete entre esses corredores de móveis estreitíssimos e vai descobrindo os tesouros…

A maioria das penteadeiras à venda está sem pintura. Mas você pode pedir a tinta na cor que quiser e eles fazem.

Os preços são bem salgadinhos (pelo menos para o meu bolso de jornalista recém chegada à cidade hahahaha). Mas, pesquisando, dá pra achar umas peças mais em conta. Essas das fotos variam entre R$ 1800 e R$ 3500, fora a pintura (diferença grande, né? Tem que pesquisar beeeem).

Em relação à pintura, achei lugares que acrescentam R$ 100 no valor da peça para pintar laqueada na cor que você quiser, e outros que acrescentam até R$ 600,00!!! Surreal.

No fim, encontrei a minha já laqueada, por um preço bem bom e ainda deu para levar também a banquetinha do conjunto.

Vão entregar no próximo sábado e imediatamente fotografarei e dividirei este momento sublime com vocês 😀 😀 😀

PS.: Esse “Descobrindo São Paulo” vai ser uma tag fixa no blog, onde vou postar coisas interessantes que tenho visto pela cidade. Vocês curtem a ideia?

12
  • Compartilhe  →